top of page

Resenha: Paulo Freire #PRESENTE

Por Filipe Rodrigues

19/01/2023


Página 26, quadro 3, o personagem Antônio diz: Nós num aprendeu só a ler o ABC… Agora, nós pode mudar o ABC do Brasil! Em outra hora, nós era massa , hoje já num somos massa, estamos sendo povo.

Escrevo essa resenha nos primeiros dias de 2023, ano em que Paulo Freire já foi citado no discurso de um ministro de governo. Dessa vez, o tom é de admiração, esquecido nos últimos 4 anos. O Ministro da Educação reafirma a força da educação libertadora que o Professor Freire pregava, a libertação em grupo, em classe. Realmente Paulo Freire está presente.


A Antologia Paulo Freire #PRESENTE,da editora Draco, apresenta quatro histórias focadas na figura do patrono da educação brasileira , todas com o roteiro de Rogério Faria e arte de desenhistas convidados. Cada história esmiúça as facetas de Freire. Professor, pai, mentor e símbolo.


A história “Fome da cabeça” narra a experiência em Angicos, RN. Lá Freire ministrou um curso de 40 horas onde conseguiu alfabetizar 300 trabalhadores e trabalhadoras. A arte de Ricardo Souza nos convida a entrar nesse conto de fadas real onde a magia está no aprendizado.


A dupla criativa se repete na história “Dois Paulos” , onde os autores criam um paralelo entre dois momentos da vida de Paulo Freire. Sua infância sofrida no Recife, como a educação foi sua tábua de salvação e o seu exílio no Chile, onde o professor escreveu o livro Pedagogia do Oprimido, terceira obra mais citada em trabalhos acadêmicos de ciências humanas.


A terceira história “ De volta para casa” narra a experiência de Paulo Freire na Guiné - Bissau e como sua visão de educação ajudou o combate do analfabetismo num país recém independente. A arte de Jefferson Costa nos guia através das divagações do professor, enquanto observa as necessidades do jovem país e de seus cidadãos.

A quarta história, que possui o mesmo nome da antologia, Paulo Freire retorna ao Brasil depois de anos de exílio, enfrenta diversos desafios pessoais. Além de combater uma visão retrógrada de educação,herança dos anos de chumbo, representada aqui como uma aparição demoníaca. Ren Nolasco nos mostra, através de sua arte, a batalha de narrativas educacionais que dura até hoje e como Paulo Freire é um símbolo para todos que acreditam em uma educação libertadora.


A edição conta com o prefácio do padre Júlio Lancellotti, religioso e humanista, que teve diversos encontros com Paulo. Há também um posfácio da professora Eneide Araújo, natural de Angicos, que tinha seis anos quando o curso de 40 horas foi implantado em sua cidade. A capa é uma colagem do incrível phillzr, que nos presenteia com uma imagem tão bela quanto as histórias da antologia. A minha edição, que foi um presente de natal da minha noiva, vem com um encarte destinado aos professores. Com este material, é possível usar o livro como material pedagógico, seguindo o método freiriano.

Paulo Freire #PRESENTE é um livro para todo educador e amante de quadrinhos. Se for um educador amante de quadrinhos, assim como eu, é indispensável.


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page